Postagens

Mostrando postagens de Março 16, 2008

Militar confirma em Araguaia a ordem era para torturar e exterminar

Imagem
por Vasconcelo Quadros, para o JB

Ex-chefe de um dos Grupos de Combate (GCs) responsáveis pela execução de 32 guerrilheiros no Araguaia e araponga do Centro de Inteligência do Exército até 1994, o tenente José Vargas Jiménez (foto) tirou do armário revelações que estão causando desconforto e mal-estar nos quartéis: admite e detalha os métodos de tortura usados no período que ele mesmo chama de "fase de extermínio" dos militantes do PC do B e assume a autoria da destruição de todos os documentos sobre a guerrilha que se encontravam no serviço de inteligência de Belém. Além disso, é o primeiro combatente a jogar luzes sobre possíveis locais onde possam estar os restos mortais de alguns dos 58 militantes do PC do B desaparecidos no Araguaia.

- Uma parte foi enterrada ou ficou insepulta na selva e outra nas bases militares de Bacaba (São Domingos do Araguaia), onde ficavam os GCs de selva, Xambioá (cemitério), área dos pára-quedistas e na Casa Azul (Marabá), dominada pelos ofici…

Exército listou 17 moradores do Araguaia como alvo (Estadão)

Documento de 1975 mostra planos de captura de supostos aliados de guerrilheiros do PC do B

Leonencio Nossa, BRASÍLIA

Documentos sobre a repressão contra moradores do sul do Pará durante a guerrilha do Araguaia (1972-1975) escaparam à suposta destruição de arquivos promovida pelo Exército após o fim do conflito.

Em 1973, o Exército produziu um “Plano de Busca e Apreensão” de caráter secreto com a lista de 17 camponeses que estariam dando apoio aos guerrilheiros do PC do B. O documento classifica os moradores de acordo com o suposto grau de envolvimento com o movimento.

Esse documento foi incluído nos autos de um processo aberto pelo Exército em 1990, revelado ontem pelo Estado, para dar uma medalha ao tenente da reserva José Vargas Jiménez. Os autos estão no arquivo particular de Jiménez. Procurados no último dia 19 para comentar o caso, assessores do Exército informaram que vão checar as informações.

O plano de busca cita os povoados de Bom Jesus, Santa Rita, Itamerim, Brejo Grande, C…

Quero esquecer tudo, diz menina vítima de tortura (Folha)

Menina de 12 anos isenta a mãe de responsabilidade pelos maus-tratos e afirma que marido da acusada sabia das agressões

A garota concedeu uma entrevista coletiva ontem por videoconferência, mediada por um juiz da Infância e Juventude

SEBASTIÃO MONTALVÃO
COLABORAÇÃO PARA A AGÊNCIA FOLHA, EM GOIÂNIA

A menina de 12 anos vítima de agressões em Goiânia isentou ontem os pais de responsabilidade pelo que sofreu e disse que quer "esquecer de tudo".

Também afirmou que o marido da acusada, Marco Antonio Calabresi Lima, sabia das agressões. Ele nega.

Ela deu uma entrevista coletiva por videoconferência, mediada por um juiz da Infância e Juventude. Estava num abrigo para vítimas de maus-tratos e os repórteres ficaram no Tribunal de Justiça.

"Quando eu brinco, esqueço de tudo. Não quero ficar lembrando. Não quero mais ficar pensando nisso. Quando falo tudo que passei, eu quero é desabafar pra todo mundo", disse.

A garota, encontrada amarrada no apartamento em que vivia, diz que nunca t…

Processo judicial derruba versão oficial do Exército sobre guerrilha

Documentos revelam que guerrilheiros dados como “desaparecidos” no Araguaia foram capturados vivos
por Leonencio Nossa, do Estadão
Um processo administrativo de rotina, aberto por um militar interessado em ganhar uma medalha, derruba a versão de que o Exército não tem em seus arquivos documentos secretos sobre as operações contra a guerrilha do Araguaia. Uma série de telegramas e ofícios comprovam também a prisão, o interrogatório e a tortura de militantes do PC do B que foram capturados vivos e, depois, dados como “desaparecidos”.

Desde 1982, quando parentes de guerrilheiros, sobreviventes do movimento armado e pesquisadores pediram na Justiça Federal a entrega dos arquivos para ajudar na localização dos corpos dos “desaparecidos”, o Comando do Exército ou diz que os documentos não existem ou que foram queimados ao final das operações anti-guerrilha, em 1975.

Em dezembro de 2004, o então comandante da Força, general Francisco Roberto de Albuquerque, disse que em suas unidades não hav…

Governo federal executou apenas 55% em programa de prevenção da dengue (Contas Abertas)

Em meio à epidemia de dengue no estado do Rio de Janeiro, não é difícil imaginar que o governo federal tenha executado mal suas principais ações de prevenção e vigilância à doença. Ano passado, o Ministério da Saúde aplicou apenas 55% do total de R$ 68,1 milhões no Programa de Vigilância, Prevenção e Controle da Malária e da Dengue, sendo que a principal ação destinada à doença que castiga o Rio usou apenas 31% dos recursos previstos no Orçamento Geral da União (OGU).

Os recursos destinados ao Programa de Vigilância, Prevenção e Controle da Malária e da Dengue servem para financiar campanhas educativas, capacitação de profissionais de estados e municípios, transporte de inseticidas, cooperação técnica internacional, entre outros. A compra de equipamentos e veículos com o objetivo de fortalecer a capacidade operacional dos agentes também é feita com esses recursos, sendo que 34% do montante aplicado no programa foram destinados à publicidade e campanhas de utilidade pública.

Quanto à bai…

Procuradora Janice: "A delinqüência financeira dos poderosos é pior que a violência física"

> Fonte: Revista Joyce Pascowitch.


por Claudio Tognolli


Chamada por bandidos de "o demônio de saias", uma parcela expressiva de gente famosa, que já se meteu em trapalhadas com a lei,teve de encarar a fúria legiferante da sua caneta. Só para se ter uma idéia: ela já nivelou seu destino, em fóruns, com gente poderosa como PC Farias, ex-tesoureiro de campanha do ex-presidente Fernando Collor de Mello, com o próprio, e ainda Orestes Quércia, Pedro Collor, Nicolau dos Santos Neto (o ex-juiz Lalau), o ex-senador Luiz Estevão e o juiz preso pela Operação Anaconda, João Carlos da Rocha Mattos.

Já teve de ser protegida por quatro agentes federais à paisana, em alguns tempos bicudos. Ela tem um sorriso perene, 47 anos de idade e 16 de Procuradoria da República. Mãe de um filho que ama guitarras, esposa e dona de casa. É profundamente religiosa. Assim é a vida de Janice Agostinho Barreto Ascari, talvez a maior estrela feminina do Ministério Público Federal.

Mas, nessas turbulências le…

Em protesto, evangélicos cancelam UOL (Folha Universal, da Igreja Universal)

Imagem
Além das ações que se multiplicam na Justiça contra o jornal “Folha de S. Paulo”, os membros da Igreja Universal do Reino de Deus e evangélicos de outras igrejas encontraram outra forma de protestar e expressar sua indignação contra as reportagens do jornal. Em um movimento que começou espontaneamente no último final de semana, integrantes da IURD têm cancelado suas assinaturas do provedor “UOL” (Universo On Line), braço da internet do grupo que compõe a “Folha de S. Paulo”. O “UOL” abriga em suas páginas virtuais o conteúdo da “Folha de S. Paulo”.

Não são poucos os evangélicos que têm telefonado para o “UOL” e interrompido o serviço. E todos têm esclarecido que deixam de utilizar o provedor em razão do que eles consideram “ataques da ‘Folha de S. Paulo’ à Igreja”, reproduzidos pelo portal. A “Folha de S. Paulo”, entre outras afirmações não comprovadas, publicou que o dinheiro do dízimo seria “esquentado em paraísos fiscais”. A “hipótese”, definição utilizada pelo próprio jornal, ofend…