Postagens

Mostrando postagens de Abril 13, 2008

O papa e os pedófilos (Veja)

O direito canônico impede que alguém seja ordenado padre, ou se mantenha como padre, se cometer homicídio, tentar suicídio, ajudar a fazer aborto ou automutilar-se. Abuso sexual pode? Pode. Pedofilia pode? Pode.

De André Petry:

É constrangedor que tenha sido assim, mas era inevitável: a primeira viagem do papa Bento XVI aos Estados Unidos foi uma visita sobre abuso sexual. O papa tocou no assunto antes que seu avião aterrissasse em solo americano, dizendo que se sentia "profundamente envergonhado" pelos casos de padres pedófilos. Depois, numa cerimônia, voltou ao tema, expressando dor e pedindo atenção pastoral redobrada às vítimas. Chegou até a se reunir com cinco pessoas que foram molestadas sexualmente, todas hoje na meia-idade, num encontro sem anúncio prévio, a portas fechadas, e com vítimas escolhidas a dedo.

Resolveu? Aplacou a ira santa das vítimas?

Que nada.

O escândalo de pedofilia nos EUA é uma cicatriz imensa. Começou a vir à tona em 2002. Atingiu quase todas as dioce…

Mãe de Isabella diz que Alexandre e Anna são dignos de dó. (Estadão)

Ana Carolina de Oliveira diz perdoaria casal; quem conta é Masataka Ota, que teve o filho assassinado

Luciana Garbin

Desde a missa de sétimo dia de Isabella, Masataka Ota, de 51 anos, tem sido presença constante na casa da mãe da menina, Ana Carolina Oliveira. Ontem, após almoçar com a família e ir com os avós ao cemitério onde a criança foi enterrada, ele disse que o sentimento de todos eles é de perdão.

“Ana Carolina é uma mulher forte, que não está falando em vingança nem em ódio. Ela fala em perdoar, mesmo que tenham sido eles (o pai de Isabella, Alexandre Nardoni, e a madrasta, Anna Carolina Jatobá). Diz que eles são dignos de dó.”

Para Ota - que em 1997 teve o filho, Yves, seqüestrado e morto aos 8 anos de idade por três seguranças de sua loja -, as pessoas confundem o significado do perdão. “O perdão é, na verdade, para a gente se livrar do ódio. Se você não perdoa e fica com ódio, com o tempo você é que está condenado, fica doente, passa as noites sem dormir.”

Hoje à frente da Fund…

Isabella faria 6 anos hoje (Agora)

Isabella de Oliveira Nardoni completaria seis anos hoje. Ainda em fase de alfabetização, fez questão de assinar o nome em seu RG. Quando foi assaltada com a mãe, que chorava o tempo todo, disse que ela deveria parar de chorar e pensar em coisas boas.

No sobrado da rua tranqüila da Vila Gustavo (zona norte), Isabella morava com a mãe, Ana Carolina Cunha de Oliveira, 24 anos, e os avós maternos, José e Rosa. Até 2006, estudou na escola Cantinho da Alegria, na mesma rua.

A diretora da escola, Elenice dos Santos Romeu, lembra que a menina era muito querida por todos e adorava as aulas de balé. Hoje, deve fazer uma oração com os alunos e cantar uma música do padre Zezinho para marcar o aniversário da menina.

O pedido partiu dos pequenos, diz ela. "Uma criança pediu para ter bolo e disse que Isabella acompanharia a festa do céu". A diretora resolveu fazer uma celebração, mas sem festa. Elenice conta que, às sextas feiras, a tia e madrinha de Isabella, Cristiane Nardoni, 20, irmã de A…

Abusos sexuais provocaram 'dor indescritível', diz papa (Yahoo)

Imagem
por Philip Pullella e Andy Sullivan

WASHINGTON (Reuters) - O papa Bento 16 (foto) reconheceu na quinta-feira, durante uma missa realizada num estádio dos Estados Unidos, para 45 mil pessoas, que o escândalo envolvendo abusos sexuais cometidos por padres norte-americanos tinha provocado uma "dor e danos indescritíveis" para as vítimas, mas pediu aos católicos que amem seus pastores.

Pelo terceiro dia consecutivo de sua visita aos EUA, Bento 16 mencionou o escândalo que abalou a Igreja em 2002 e custou às dioceses norte-americanas 2 bilhões de dólares em indenizações. Com essa postura, o pontífice dá sinais de sua disposição para enfrentar o problema e garantir que ele não se repita.

"Nenhuma palavra minha pode descrever a dor e os danos provocados por tais abusos", afirmou no sermão realizado no estádio Nationals Park, um local novo que abrigou seu primeiro evento não relacionado com o beisebol.

Bento 16, que chegou a Washington na quinta-feira para sua primeira visita …

Caso Isabella: laudo aponta que não há 3º suspeito (Estadão)

Peritos dizem que só Alexandre e Anna Carolina, além das crianças, estiveram no apartamento na noite do crime

Bruno Tavares e Marcelo Godoy

Peritos do Instituto de Criminalística (IC) concluíram que ninguém além do casal Alexandre Alves Nardoni e Anna Carolina Trotta Peixoto Jatobá e das crianças - Isabella, Cauã e Pietro - esteve no apartamento da Rua Santa Leocádia na noite da morte de Isabella. A menina foi arremessada no dia 29 pela janela do 6º andar do Edifício Residencial London, na Vila Isolina Mazzei, zona norte.

A conclusão toma por base um princípio usado pela perícia criminal de que todo contato deixa uma marca. Como nenhum vestígio foi achado no apartamento, além dos pertencentes às cinco pessoas da família, os peritos têm certeza de que ninguém entrou. A suspeita existia desde o dia do crime. Naquela noite, o imóvel foi vasculhado pelos peritos em busca de impressões digitais. A análise mostrou que predominavam as digitais de Alexandre, Anna Carolina e das três crianças.

Os …

Caso Isabella: Advogado diz que julgamento do casal seria como o de Suzanne Richthofen (Estadão)

por Laura Diniz

“Vai ser como o caso da Suzanne (von Richthofen)”, disse ontem o advogado Rogério Neres de Souza sobre o provável julgamento a que serão submetidos seus clientes: Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá. A afirmação foi feita no Fórum de Santana, ao comentar que seus clientes provavelmente entrarão em plenário para serem julgados pela morte de Isabella já condenados pela opinião pública.

A declaração foi feita no mesmo momento em que estava sendo julgado o médico Farah Jorge Farah, que matou e esquartejou a ex-amante Maria do Carmo Alves - também visto como “monstro” pela sociedade e julgado ontem .

O advogado de Nardoni e Anna Carolina explicou que, na atual fase das investigações - de finalização do inquérito policial -, a defesa dos suspeitos não tem base legal para defendê-los dos fatos que pesam contra eles na investigação.

“Os princípios do contraditório e da ampla defesa (pelos quais a defesa apresenta a versão de seus clientes) não são aplicáveis na fase do inquér…

Caso Isabella: peças com sangue complicam casal (Estadão)

Pegada é de chinelo do pai; morte ocorreu em decorrência da queda

Bruno Tavares e Marcelo Godoy

Três laudos concluídos pela equipe de peritos que trabalham no caso Isabella reforçam as suspeitas da polícia contra o casal Alexandre Carlos Nardoni, de 29 anos, e Anna Carolina Trotta Peixoto Jatobá, de 24. Uma toalha e uma fralda recolhidas no apartamento da Rua Santa Leocádia, na zona norte de São Paulo, tinham vestígios de sangue da menina de 5 anos. Como as peças foram lavadas, os policiais acreditam que ambas foram usadas para limpar o rosto da garota. Sabe-se que Isabella tinha um corte de meio centímetro na testa e que o ferimento foi provocado em vida.

A polícia recebeu ontem a informação dos peritos de que as fibras de náilon encontradas nas roupas que Alexandre vestia no dia do crime são da tela de proteção da janela do quarto de onde Isabella foi jogada. O Instituto de Criminalística (IC) concluiu ainda que a pegada de sujeira no lençol é característica do solado de um chinelo de …

Telejornais crescem até 46% com caso Isabella (Folha)

por Daniel Castro

O trágico caso Isabella está fazendo a felicidade dos telejornais. A audiência desses programas cresceu até 46% na primeira quinzena deste mês em relação ao mesmo período de março. Foi o caso do "Brasil Urgente" (Band). Outro jornal sensacionalista, o "Balanço Geral", da Record, cresceu 25%.

Anteontem, o "Jornal da Band" (crescimento de 24%) atingiu sua melhor média no ano: 7,5 pontos. O "Jornal Nacional" e o "Jornal da Record" aumentaram seus públicos em 9%. O "JN" saltou de 31,4 para 34,2 pontos. Atribui-se também ao caso Isabella as consecutivas lideranças da Record no período matutino.

O sucesso explica em parte o investimento na cobertura. A Globo mobilizou 18 repórteres, 8 produtores e 20 cinegrafistas. Eles fazem plantões permanentes, até de madrugada, em casas de parentes da menina e delegacias. Deram vários furos de reportagem.

Ontem, o "SP TV - 1ª Edição" dedicou mais de meia hora à história.…

Babá flagrada maltratando criança deficiente é condenada por tortura (Última Instância)

Acusada de torturar um menino deficiente de seis anos, a babá Sílvia dos Santos foi condenada pela 5ª Vara Criminal do Rio de Janeiro a 5 anos e 7 meses de reclusão em regime fechado.

As agressões foram flagradas por uma câmera de vídeo instalada pelos pais da criança na sala da casa da família, no bairro da Tijuca, zona norte da cidade.

A babá, porém, vai poder recorrer em liberdade, em razão de um pedido feito pelo próprio Ministério Público estadual, autor da ação. Após tomar ciência da sentença proferida pela juíza Érika Bastos de Oliveira, o MP mudou sua opinião sobre o caso e apresentou apelação pedindo a suspensão da ordem de prisão e a desclassificação da acusação. Pelo novo entendimento da promotoria, Sílvia não teria cometido crime de tortura, mas sim de maus-tratos, o que acarretaria uma pena menor para ela.

A juíza Lúcia Regina Esteves de Magalhães, titular da 5ª Vara Criminal, recebeu a apelação do Ministério Público e deferiu o efeito suspensivo. Segundo a juíza, não estava…

Cada deputado federal custa R$ 1,4 milhão por ano (Contas Abertas)

A democracia brasileira não tem preço, mas a Câmara dos Deputados passa a custar mais caro aos cofres públicos a partir deste mês. O órgão elevou ontem de R$ 50,8 mil para R$ 60 mil a verba concedida aos deputados para pagar os funcionários dos gabinetes em Brasília e nos estados. Com o aumento real de 2,94% da verba de gabinete, a conta desembolsada com cada parlamentar brasileiro passa a ser de aproximadamente R$ 114 mil mensalmente, ou R$ 1,4 milhão por ano.

A soma engloba o salário e a estrutura direta a que o parlamentar tem direito. Cada deputado federal recebe rigorosamente R$ 16,5 mil por mês. Além do 13º salário, o parlamentar recebe ainda o mesmo valor no início e no final de cada sessão legislativa, correspondendo ao 14º e ao 15º salário. Sendo assim, a soma justa do subsídio mensal é R$ 20,6 mil, ou seja, R$ 16,5 mil somados quinze vezes e dividido pelos dozes meses do ano.

Os parlamentares também contam com a verba indenizatória no valor de R$ 15 mil destinada ao ressarcime…

O trauma do amor

Imagem
por Contardo Calligaris, para a Folha

Todo amor busca compensar um desastre amoroso passado; somos feridos antes da batalha

NESTES DIAS, reencontrei Gérard Pommier, um colega e amigo que não via há quase 15 anos. Ele está de passagem pelo Brasil, palestrando.

Num fim de tarde, sentados na minha cozinha, colocamos a conversa em dia: filhos, trabalho e, claro, divórcios, separações e novos amores.

No capítulo "divórcios e separações", prevaleceu o tema (tragicômico) das indenizações financeiras. Como era de se esperar numa conversa entre homens, constatamos a curiosa contradição entre a reivindicação feminina de autonomia e, por outro lado, o fato de que muitas mulheres, ao se separarem, exigem uma reparação monetária.

Por estarmos ambos sóbrios, não discutimos o fundamento das pensões alimentícias para as crianças nem o da retribuição pelos anos em que uma mulher pode ter renunciado à sua vida profissional para se dedicar ao lar. Apenas estranhávamos o tipo de demanda raivosa…

Caso Isabella: laudo apontará que pegada é de Nardoni (Folha)

Imagem
Peritos do Instituto de Criminalística afirmam que marca no lençol da cama do quarto é de chinelo do pai de Isabella

Exame de DNA feito pela perícia confirma que manchas encontradas no apartamento correspondem ao sangue da menina

DA REPORTAGEM LOCAL
DO "AGORA"

Laudo do IC (Instituto de Criminalística) irá apontar que o sangue encontrado no apartamento do pai de Isabella é da menina e a pegada no lençol da cama do quarto de onde ela foi jogada é de Alexandre Nardoni (foto).

Os peritos afirmam que a marca pertence a um chinelo do pai. Nardoni foi filmado num supermercado usando um par de chinelos. Após a morte da filha, foi filmado por uma emissora de TV com os mesmos calçados.

Ontem à noite, a perícia confirmou que as manchas de sangue espalhadas pelo imóvel correspondem, segundo exame de DNA, ao de Isabella. Havia marcas no corredor de entrada, na sala, no quarto dos irmãos dela, no colchão e no lençol e na tela de proteção da janela pela qual Isabella foi jogada.

Segundo a polícia…

Caso Isabella: testemunhas reforçam hipótese de terceiro suspeito. (Agência Estado)

por Camila Tuchlinski

SÃO PAULO - Duas testemunhas da defesa do casal Alexandre Alves Nardoni e Anna Carolina Jatobá, suspeitos da morte da menina Isabella, prestaram depoimento hoje no 9º Distrito Policial (DP), na zona norte de São Paulo. Segundo um dos advogados do casal, Ricardo Martins, eles corroboraram a tese da defesa, de que há "vulnerabilidade" na segurança do Edifício London, onde a menina foi jogada do sexto andar no último dia 29, e "confirmaram" a perda das chaves da madrasta de Isabella. Com as declarações, as testemunhas contribuem para sustentar a hipótese de um terceiro suspeito do crime.

O advogado afirmou que as testemunhas são prestadores de serviços, "como manutenção, reforma e móveis", e uma delas esteve, segundo Martins, no prédio no dia da morte da menina, de 5 anos. "Não podemos entrar em detalhes. O que podemos dizer é que essas pessoas vêm comprovar veementemente que o Edifício London não é aquela fortaleza como todos vêm af…

CPI dos Cartões convoca reitor da Unifesp (Folha Online)

GABRIELA GUERREIRO
da Folha Online, em Brasília

A CPI dos Cartões Corporativos aprovou nesta quarta-feira requerimento de convocação do reitor da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), Ulysses Fagundes Neto, acusado de usar o cartão da universidade para gastar R$ 11,8 mil em lojas de eletrônicos nos Estados Unidos, em lojas de cerâmicas na Espanha e na compra de malas Samsonite em Hong Kong.

Com a convocação, o reitor terá que comparecer à CPI para explicar as acusações. A data do depoimento ainda será marcada pela comissão.

Segundo reportagem da Folha, Fagundes Neto gastou R$ 2 mil em compras na loja da Samsonite, na China. Nos Estados Unidos, gastou quase R$ 3 mil na Best Buy e R$ 2 mil na CompUSA, lojas de eletrônicos.

Na Espanha, o reitor alugou um carro e gastou R$ 1.400 em uma loja de cerâmicas. Durante viagem a Berlin (Alemanha), em 2006, ele comprou US$ 2,5 mil em lojas da Nike e da Adidas. Ele também é acusado de utilizar o cartão corporativo para pagar hospedagem em hotéis …

Mãe de Isabella afirma que a filha nunca havia sido agredida (Folha)

CINTHIA RODRIGUES
Colaboração para a Folha de S.Paulo

A mãe de Isabella, Ana Carolina Oliveira, 24, disse ontem à Folha que nunca viu qualquer sinal de agressão na filha após as visitas que a menina fazia ao pai e a madrasta.

A Polícia Civil disse à Folha ter obtido o depoimento de uma testemunha, afirmando que a menina Isabella tinha sinais de agressão após voltar da casa do pai semanas antes do crime. A polícia não divulgou o nome da testemunha.

Ana Carolina, porém, disse que nunca ouviu da menina reclamação alguma de que houvesse sido agredida pelo pai ou pela madrasta. "Sou eu que dou banho nela, com certeza eu saberia", disse.

Na semana passada, Ana Carolina havia dito que a filha Isabella gostava de visitar o pai --o que ocorria de 15 em 15 dias. "Ela adorava curtir os irmãos e a piscina e ela tinha um quartinho só dela", afirmou.

Sem dar maiores detalhes, a mãe de Isabella disse que "esta semana outras surpresas iriam aparecer, com o encerramento do caso"…

O silêncio é um veneno aos reitores (Folha)

Imagem
O doutor da Unifesp devia vir para a vitrine, explicando suas contas com os malditos cartões

Artigo de Elio Gaspari

HÁ POUCA COISA em comum entre as despesas do ex-reitor da Universidade de Brasília e os caraminguás consumidos pelo doutor Ulysses Fagundes Neto (foto), reitor da Universidade Federal de São Paulo. Um gastou pelo menos R$ 350 mil decorando o apartamento onde vivia, com lixeiras de R$ 990, mais carrão, viagens e jantares. O outro gastou R$ 75,5 mil em 12 viagens ao exterior, num período de ano e meio. O magnífico pagou uma passadinha de R$ 2.200 na loja Nike Town de Berlim, comprou produtos para o cabelo em Miami e malas em Pequim. Em 2007, com gastos de R$ 291 mil, a Unifesp foi a terceira colocada na torrefadora dos cartões corporativos da academia. Perdeu para Brasília e para a Universidade Federal do Piauí.

Fagundes Neto e Timothy Mulholland assemelharam-se na soberba do silêncio de senhor feudal. Dois educadores são apanhados gastando o dinheiro dos outros de forma inde…

Madrasta fez duas queixas à polícia contra seu pai (Folha)

Imagem
Anna Carolina Trotta Jatobá (foto), 24, madrasta de Isabella, registrou dois boletins de ocorrência contra seu pai, Alexandre José Peixoto Jatobá, 45, pelos crimes de lesão corporal, injúria e ameaças.

Nos documentos, Anna Carolina relata ter sido agredida e ameaçada de morte pelo pai. A primeira vez que a madrasta de Isabella procurou a polícia foi no dia 13 de janeiro de 2004, por volta das 15h. Ela disse a policiais do 2º Distrito Policial de Guarulhos, que foi ofendida moralmente e atacada com socos, tapas e chutes pelo pai.

As agressões, segundo os registros, teriam sido motivadas por questões que supostamente teriam pouca importância. O pai, segundo Anna Carolina, disse: "Ainda dou um tiro na cara dessa menina".

Dois policiais chegaram a subir ao apartamento da família, que fica ao lado do 2º DP, na Vila Galvão, em Guarulhos, para tentar acalmar Peixoto Jatobá, mas ele acabou se trancando em um quarto. Anna Carolina procurou a polícia novamente no dia 29 de novembro de 20…

Bens da Renascer e de deputado estão indisponíveis (Consultor Jurídico

Os bens móveis e imóveis da Fundação Renascer e do deputado estadual José Antonio Bruno, também bispo da igreja, estão indisponíveis. A indisponibilidade foi decretada pela juíza Fernanda de Souza Hutzler, da 20ª Vara Federal Cível de São Paulo. O pedido foi feito pelo Ministério Público Federal e pela Advocacia-Geral da União.

Ambos entraram com Ação Civil Pública de improbidade administrativa para que a fundação e o bispo sejam condenados a devolver aos cofres públicos quase 2 milhões recebidos do governo federal, em 2003 e 2004, para implementar dois convênios de alfabetização de jovens e adultos do programa Brasil Alfabetizado.

Na decisão, a juíza determinou a expedição de ofícios ao Banco Central do Brasil, ao Detran-SP, à Associação dos Registradores Imobiliários de São Paulo e à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para que sejam bloqueadas respectivamente contas, cofres e outros ativos financeiros, veículos, imóveis e ações em nome do deputado e da Igreja Renascer até que seja …

Pegada é compatível com calçado da madrasta de Isabella (Estadão)

Conclusão é do IC; polícia procura relacionar marca no lençol a demais indícios recolhidos no local do crimepor Bruno Tavares, Marcelo Godoy, Carina Flosi e Rodrigo Pereira Peritos do Instituto de Criminalística (IC) concluíram que a pegada encontrada no lençol do quarto em que Isabella de Oliveira Nardoni, de 5 anos, foi jogada, na noite de 29 de março, é compatível com calçado de Anna Carolina Jatobá, de 24, madrasta da garota. Em depoimento, ela declarou que usava tamancos naquela noite e tirou-os assim que entrou no apartamento, deixando-os na cozinha.

Os policiais sabem que, isoladamente, a prova é frágil, mas o objetivo é relacionar essa informação aos indícios recolhidos no apartamento da Rua Santa Leocádia para tentar reconstituir a cena do crime e descobrir quem esteve no local quando a criança foi arremessada.

Duas informações são consideradas fundamentais: a mancha de sangue no lençol e as detectadas na calça jeans e numa camisa da madrasta. 'O cruzamento dessas provas se…

Polícia estranha que o casal 'em tudo concorde' nos depoimentos (Estadão)

Nas transcrições, também há detalhes do relacionamento dos dois contados pelo casal, parentes e vizinhos

por Bruno Tavares e Marcelo Godoy

“Alexandre e Anna Carolina, os quais em tudo concordam e possuem a mesma opinião acerca do ocorrido, não apresentaram em momento algum, desde o primeiro contato que tiveram com as autoridades, horas depois do fato, qualquer dúvida, qualquer questionamento, tampouco sensação de estranheza diante das circunstâncias da cena do crime, diferentemente de todas as demais pessoas”. É a opinião da delegada-assistente do 9º Distrito Policial (Carandiru), Renata Helena da Silva Pontes, sobre o assassinato de Isabela Nardoni, de 5 anos. É o que se confirma com a leitura da íntegra dos depoimentos aos quais o Estado teve acesso.

A polícia diz não ter dúvidas: Alexandre Alves Nardoni, de 29 anos (o pai), e Anna Carolina Jatobá, de 24 (a madrasta), mataram Isabella. Falta concluir “quanto à motivação e individualizar a conduta” do casal. A menina foi morta no dia 29…

Marca da mão da menina foi achada no parapeito da janela (Folha)

Para a perícia, marcas mostram que Isabella estava com a face voltada para o prédio

Peritos do Instituto de Criminalística também encontraram pelo menos mais uma pegada no quarto de onde a menina foi jogada

LUIS KAWAGUTI
DA REPORTAGEM LOCAL

Peritos do IC (Instituto de Criminalística) concluíram que o assassino de Isabella Nardoni, 5, a segurou com os braços esticados antes de soltá-la, desacordada e de cabeça para cima, do 6º andar do edifício London, na Vila Isolina Mazzei, zona norte de São Paulo.

Segundo a perícia, ela já havia sido asfixiada antes de ser jogada, mas não estava morta. Foi jogada por um buraco cortado às pressas na tela de proteção da janela do quarto dos irmãos, com uma faca ou tesoura.

A Folha havia publicado que a polícia suspeitava que Isabella havia sido atirada do prédio de cabeça para baixo. Ontem, porém, a reportagem teve acesso a informações mais recentes dos peritos. As novas conclusões da perícia sobre como Isabella foi jogada da janela não determinam quem ou q…

À polícia pai de Isabella disse que mulher passava por uma fase difícil (Folha)

Depoimento de Alexandre Nardoni, a que a reportagem teve acesso, foi dado um dia depois da morte de Isabella

Anna Carolina Jatobá usava remédios após orientação médica, diz Nardoni; ela não conseguia dormir por causa do choro do filho menor

DO "AGORA"

Um dia após o assassinato da filha Isabella Nardoni, o pai da menina, Alexandre, disse à Polícia Civil de São Paulo, durante depoimento, que a mulher dele Anna Carolina Trotta Peixoto Jatobá, 24, estava passando por uma fase difícil por conta do choro do filho de 11 meses e que, por orientação médica, ela estava usando medicamentos.

Essa informação consta do depoimento ao qual a reportagem teve acesso, assim como boa parte do inquérito policial.

Segundo Nardoni disse à polícia, Anna Jatobá não conseguia dormir por conta do choro do filho e procurara uma médica, que lhe receitara dois remédios. Nardoni relatou que apenas um dos medicamentos prescritos foi comprado. Um deles, de acordo com o pai de Isabella, era o "Lexopran"…

Globo é condenada por erro em foto de pai de Isabella (Última Instância)

por Rosanne D'Agostino

A TV Globo foi condenada a retirar todas as fotos publicadas ou exibidas de um homem apontado como se fosse Alexandre Nardoni, 29, pai da menina Isabella, 5, que foi jogada do 6º andar de um apartamento do Edifício London, no dia 29 de março, na Vila Isolina Mazzei, zona norte de São Paulo.

Após a exibição de sua fotografia nos programas "Fantástico" e "Jornal das Dez", da Globo News, R. C. S. entrou com uma ação de indenização pedindo que a emissora se retratasse e que as reportagens fossem retiradas dos sites da empresa, onde também são reproduzidas.

Segundo o prejudicado, sua imagem foi exibida no último dia 6 de abril como matéria-prima para a edição da notícia e montagem de um vídeo denominado “A Versão do Pai”, em reportagem sobre o crime. A fotografia foi retirada do site de relacionamentos Orkut, como sendo de Alexandre Nardoni.

"O autor não possui vínculos pessoais ou profissionais com quaisquer um dos envolvidos no caso", …

Bispo do PA diz que crianças se prostituem por comida (Agência Estado)

por Carlos Mendes

BELÉM - O bispo do Marajó, d. José Luís Azcona Hermoso, denunciou hoje em Belém que crianças entre 12 e 14 anos estão se prostituindo em troca de comida em municípios como Breves, Portel e Melgaço, no norte do Pará. "Levadas em muitos casos para a prostituição pelos próprios pais, elas abordam passageiros que transitam de barco pela região e oferecem o corpo em troca de dois quilos de carne e cinco latas de óleo de cozinha para matar a fome da família", afirma o religioso. Ele acusa o Executivo e o Judiciário paraense de "total omissão".



Bispo sofre ameaça de morte


Segundo Azcona, a exploração sexual de crianças e mulheres no Marajó é "escancarada", embora ele próprio tenha feito denúncias em 2006 que provocaram a visita de representantes da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados à cidade de Portel para apurar casos como o estupro de menores envolvendo os vereadores Roberto Alan de Souza Costa, o Bob Terra, e Adson de Azevedo …

Pedofilia na Internet: saiba como detectar, o que fazer e onde denunciar (O Globo)

RIO - A aprovação, na CPI da Pedofilia, do requerimento que determina a quebra de sigilo de 3.261 álbuns privados hospedados no site de relacionamentos Orkut pode representar um avanço no combate a este tipo de crime. Afinal, a internet, principalmente o Orkut, é considerada o paraíso dos pedófilos. Levantamento feito pela ONG SaferNet, especialista em crimes na rede, mostrou um aumento de 100,4% do número de páginas de pornografia infanto-juvenil denunciadas à organização no período de 2006 a 2007. Apenas no Orkut, o aumento foi de 107,82%. Diante dessas estatísticas e da dificuldade de encontrar os criminosos, o papel de pais e responsáveis por fiscalizar o conteúdo acessado pelas crianças e adolescentes na rede é fundamental.

Apesar de a maioria dos crimes de exploração sexual infantil acontecer no ambiente doméstico, de acordo com a delegada Renata Teixeira, da Delegacia de Crimes contra a Criança e Adolescente Vítima (Dcav) do Rio de Janeiro, o aumento da pedofilia na internet é p…

Isabella: um caso para não esquecer (Último Segundo)

por Alberto Dines

Horror íntimo ou vocação coletiva para envergar a toga? Catarse pessoal ou sumarização da justiça? Tragédia ou circo midiático? A morte da menina Isabella Nardoni toca na emoção do país inteiro, qualquer que seja a conclusão do inquérito.

O Brasil festeiro, erotizado, apressado, partidarizado e narcisado faz uma breve pausa para pensar. Pensar e sofrer, individuar-se e abandonar a manada equalizadora. Tal como aconteceu com o menino João Hélio, despedaçado nas ruas do Rio em fevereiro de 2007, uma criança incapaz de emitir mensagens cala a estupidez reinante e avisa que é hora de incomodar-se.

A dengue, a tremenda pressão mundial no preço dos alimentos, o narcotráfico, o genocídio no Sudão, a guerra religiosa no Iraque, a repressão chinesa no Tibete e o ódio solto no Oriente Médio certamente causarão a morte de milhares ou milhões de crianças pelo mundo afora.

Mas esta criança singularizada pela tragédia, subitamente emudecida por uma bestialidade insuspeitada, despertou…